23.8.05

Memes

O livro sobre memes indicado em aula é: "O Gene Egoísta", de Richard Dawkins, Ed. Itatiaia, Rio de Janeiro, 2001. A discussão sobre os memes está no capítulo 11, "Memes: os novos replicadores". A tese central é essa: "a transmissão cultural é análoga à transmissão genética no sentido de que embora seja basicamente conservadora, pode originar um tipo de evolução." E sobre o que é um meme: "Precisamos de um nome para o novo replicador, um substantivo que transmita a idéia de uma unidade de transmissão cultural, ou uma unidade de imitação. "Mimeme" provém de uma raiz grega adequada, mas quero um monossílabo que soe um pouco como "gene". Espero que meus amigos helenistas me perdoem se eu abreviar mimeme para meme. Se servir como consolo, pode-se, alternativamente, pensar que a palavra está relacionada a "memória", ou à palavra francesa 'même'. Exemplos de memes são melodias, idéias, slogans, modas do vestuário, maneiras de fazer potes ou de construir arcos".
Deus, por exemplo, é um exemplo de meme.
Um tópico que se deve levar em conta é a forma como entendemos as relações entre filosofia e ciência. Ontem à noite, em Porto Alegre, o Prof. Tugendhat dizia o seguinte, para alguém que lhe questionou sobre o fato de fazer uso de uma hipótese biológica no contexto de uma reflexão filosófica sobre a morte: "Creio que se deve fazer filosofia numa consciência do que se sabe hoje em geral nas ciências. Isso não significa que não se pode fazer uma reflexão que se poderia denominar, com Kierkegaard e Heidegger, de existencial."

web site hosting count: