29.9.05

Sobre o segundo ensaio

O segundo ensaio deve ser sobre um tópico (e textos) da área de formação pedagógica, visando a caracterização dos aspectos filosóficos e da relevância do mesmo para a formação do estudante. O tópico pode ser escolhido a partir dos temas que estamos discutindo presentemente: triângulo didático, teoria da sala de aula, relação professor-aluno, a natureza da escola, relação entre ensino e aprendizagem, a natureza da autoridade do professor, a natureza da igualdade e da diferença na sala de aula, aspectos lógicos e psicológicos dos conteúdos, a especificidade da didática da filosofia, teoria dos conceitos e ensino, e outros temas que sejam relevantes no processo de formação didática e pedagógica de um professor de filosofia. Recomendei, como exemplo, aspectos filosóficos presentes em psicólogos como Piaget, Wallon, Wigotsky, etc. Prazo de postagem: 21 de outubro.
O ensaio, conforme já comentado, deve obedece uma certa formalidade, permitindo, no entanto, que o aluno possa apresentar seus pontos de vista juntamente com uma análise das idéias que existem sobre um certo tópico.
No nosso caso, vamos nos inspirar numa estrutura bastante comum nas universidades, chamada de "ensaio em cinco parágrafos".
O primeiro parágrafo é composto pelas sentenças que introduzem o tema; a ultima sentença apresenta a idéia que o autor vai defender.
Os três parágrafos seguintes apresentam, cada um, os argumentos que o autor tem para defender sua tese; o último parágrafo apresenta a conclusão, que reafirma a tese e faz um resumo dos pontos que a sustentam.
Em estatísticas, os textos usualmente tem (aproximadadamente!!!) de 50 a 60 linhas ou duas páginas.
No ensaio, tão importante quanto mostrar que você leu sobre o tema é mostrar que você pensou e tem um ponto vista pessoal. Daí o nome, "ensaio", isto é, tentativa! A originalidade, assim, é recompensada, e o mero refraseamento do texto alheio é penalizado.

web site hosting count: