9.12.05

Usos da linguagem e argumentação

Usos da linguagem e argumentação

Filosofia no ensino médio, entre suas inúmeras utilidades, tem a tarefa de orientar o aluno em uma leitura crítica, para que este não se deixe levar por embustes lingüísticos, além de propiciar uma argumentação mais coerente e evitar erros banais e contradições lógicas. Para fazer cumprir essa “tarefa” da filosofia elaborou-se o item 1.4 do currículo do PEIES: “Usos da linguagem e argumentação”. Este tem como objetivo permitir que o aluno, ao fim do conteúdo, tenha capacidade de “interpretar significados, elaborar argumentos, determinar a validade das inferências, avaliar a coerência e a força explanatória das teorias e clarificar conceitos”.
A primeira aula sobre o tema visa contribuir para que os alunos entendam melhor a importância da linguagem como um instrumento necessário para o desenvolvimento e para a convivência social. Pode-se introduzir este tema no ensino médio utilizando-se do texto “O significado das palavras”, do livro Uma breve introdução à filosofia de Thomas Nagel. Sendo um texto curioso, indagador, irá despertar o interesse dos alunos para a questão. Os alunos irão perceber que há algo de peculiar no modo humano de comunicação, que mesmo sendo tão cotidiano nunca havia sido questionado por eles. Este texto é perfeito para levantar em aula questões sobre a linguagem que posteriormente tentaremos responder, com base em filósofos da área, mas fazendo uma transposição didática que venha a facilitar a compreensão ao nível dos alunos.
Os temas a serem abordados serão:
 Importância da linguagem como instrumento que diferencia humanos e animais
 A linguagem é inseparável do homem
 A linguagem é a forma da relação humana com o mundo e com os outros
 A linguagem como possuidora de logos, ou seja, de pensamento, de razão, de verdade
 Silogismos, falácias, proposições lógicas. Pensar é articular signos
 Origem da linguagem
 A linguagem é natural dos homens ou é uma convenção social?
 A linguagem nasce: por imitação de sons; ou gestos; ou por necessidade; ou das emoções
que é a linguagem? “Sistema de signos (sinais) usados para indicar coisas, idéias ou sentimentos. Palavras são rótulos?
Será feita uma retomada das questões centrais (indagando os alunos) que envolvem a importância da linguagem, sua origem e o que habitualmente se entende por linguagem, chegando até as formulações racionalmente concebidas dos filósofos. Após isso, será, então, proposto que, apreciemos a música “Palavras” dos Titãs acompanhando sua letra. Feito isto, instigar os alunos a expressarem o que lhes chamou mais atenção na letra da música (o que eles notaram que as palavras são agora?).

MÚSICA “PALAVRAS” (Titãs)

Palavras não são más/ Palavras não são quentes/ Palavras são iguais/ Sendo diferentes/ Palavras não são frias/ Palavras não são boas// Os números para os dias/ E os nomes pras pessoas/ Palavras eu preciso/ Preciso com urgência/ Palavras que se usem/ Em casos de emergência/ Dizer o que se sente/ Cumprir uma sentença/ Palavras que se diz/ Se diz e não se pensa/ Palavras não tem cor/ Palavras não tem culpa/ Palavras de amor/ Pra pedir desculpas/ Palavras doentias/ Páginas rasgadas/ Palavras não se curam/ Certas ou erradas/ Palavras são sombras/ As sombras viram jogos/ Palavras pra brincar/ Brinquedos quebram logo/ Palavras pra esquecer/ Versos que repito/ Palavras pra dizer/ De novo o que foi dito/ Todas as folhas em branco/ Todos os livros fechados/ Tudo com todas as letras/ Nada de novo debaixo do Sol.

web site hosting count: